CITROËN TOTAL ABU DHABI WRT NO LIMIAR DO TOP 5

Se o Citroën Total Abu Dhabi WRT perdeu hoje o contributo de Kris Meeke e Paul Nagle, vítimas de uma saída de estrada, já as suas duplas Mads Ostberg/Torstein Eriksen e Craig Breen/Scott Martin, prejudicados pela sua ordem de partida para a estrada, fizeram o que deles era esperado, regressando à Assistência nas 6ª e 7ª posições da geral, acumulando um conjunto de novas informações e conhecimentos.

Tendo a tarefa de limpar os troços ao longo da etapa mais longa do Rally de Portugal, as duplas do Citroën Total
Abu Dhabi WRT já esperavam ter pela frente um árduo segundo verdadeiro dia de competição. Como resultado
das suas desventuras da véspera, Craig Breen, Kris Meeke e Mads Ostberg eram, respectivamente, o primeiro,
segundo e terceiro pilotos nos troços, cabendo-lhes, por isso, limpar a fina película de gravilha das especiais do
dia, em vez de poderem lutar com os demais sob um piso mais duro.
Este exercício, para além disso de servir de ensinamento, impõe que nunca se saia fora dos trilhos rasgados no
piso, sob pena de se perder o controlo da viatura, penalizando-se significativamente em termos de tempo. Mas
Ostberg e Breen conseguiam tirar o melhor partido possível das condições que encontraram, alcançando o final
do dia nas 6ª e 7ª posições, respetivamente, apesar de uma pequena incursão fora de estrada do norueguês na
14ª Especial, depois de se ver repentinamente surpreendido por uma chuva torrencial.

Quanto a Kris Meeke et Paul Nagle, também eles seguiam o programa que lhes havia sido definido, quando, de
repente, na abordagem de uma curva à esquerda feita a alta velocidade, capotou violentamente para fora de
estrada. Levado para o hospital por precaução, o britânico sairia algumas horas depois com simples escoriações,
estando apto a apresentar-se à partida do Rali da Sardenha.
Amanhã (domingo) disputa-se a derradeira etapa do Rally de Portugal 2018, com as equipas a terem pela frente
5 especiais, num total de 51,53 km cronometrados, entre elas a dupla passagem pela célebre classificativa de
Fafe, onde são esperados milhares de espectadores para os aplaudir, nomeadamente nas imediações do salto
que precede a tomada final de tempos.

Comments